Esmaltes: Mito ou Verdade (Nail Polish: Right or Wrong)

26 de janeiro de 2013
A inspiração desse post me veio devido um post que surgiu na minha timeline (linha do tempo) do Twitter, onde uma usuária afirmava que "o bom para as unhas crescerem mais fortes é não pintá-las". Será verdade? Nesse post vamos responder essa e mais 4 perguntas frequentes sobre ESMALTES, e aí é Mito ou Verdade meninas?


01. Os esmaltes realmente deixam as unhas quebradiças??
MITO. Unhas quebradiças podem está relacionadas direta ou indiretamente com a carência de alguns nutrientes no organismo ou alguma doença específica(ex: micoses).

02. Posso ter alergia a um esmalte?
VERDADE. Apesar dos testes rigorosos de segurança que as empresas devem submeter os esmaltes (e os seus ingredientes específicos) existem pessoas que podem sim desenvolver alergia a um determinado ingrediente (que pode ser uma fragrância ou um pigmento) contidos na fórmula dos esmaltes.

03. A unha precisa respirar?
MITO. Não é necessário fazer um intervalo entre uma pintura e outra, uma vez que a unha é formada de uma placa de queratina dura e sem poros.

04. O esmalte d manicure pode ser contaminado?
MITO. A composição química do produto o torna NÃO suscetível à contaminação microbiológica. (Porém, é sempre bom ter os seus esmaltes de uso pessoal).

05. Esmaltes escuros deixam as unhas mais fortes?
MITO. É apenas uma ilusão, algo do tipo 'efeito placebo'. As fórmulas-base dos esmaltes são sempre as mesmas mudando apenas a concentração de pigmentos contidas.

É isso meninas, espero que tenha ajudado vocês a esclarecer algumas dúvidas e caso existam outras dúvidas enviem para: esse e-mail que eu posto as respostas aqui no blog.
Comentários no Facebook
2 Comentários no Blogger

2 comentários:

Expresse-se! Sua opinião é muito importante! Aproveita e deixa o link de seu blog (ou site) para que eu possa retribuir o carinho, tá?

Publicações Relacionadas
Design + Programação por Demara Soares © 2013 - 2017 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Muito Melhor Visualizado no Google Chrome