Slides Postagens Recentes

Quer um vestido branco: Atenção na escolha

3 de outubro de 2018
0 comentários
Uma peça unânime para os dias mais quente é o vestido branco. Independente do modelo e do comprimento, esta peça é perfeita para estar no guarda-roupa da mulher brasileira que sempre enfrenta altas temperaturas e deseja estar sempre na moda. E roupa feminina é na Shafa.com.br onde você pode escolher entre diversos tipos de vestidos brancos com preços justos e condições de pagamento diferenciadas.

Entretanto, para escolher qual o modelo e a ocasião para utilizar o vestido branco é preciso prestar a atenção em algumas indicações. Neste artigo, vamos dar algumas dicas para quem deseja investir nesse item com charme, elegância, incluindo a possibilidade de combinar com outros acessórios e peças.

Sou muito branquinha, fico bem com essa roupa?


A primeira pergunta é sobre o tom de pele da mulher que escolher pelo vestido branco. Muitas acham que por serem brancas podem parecer pálidas. Porém, a falta de cor do tecido do item pode ser recompensado em outros quesitos, incluindo um batom mais marcado ou acessórios coloridos.


Optar por um calçado em tons marcantes como rosa, roxo, verde ou azul pode ser um charme especial ao look, além de transparecer muita personalidade. Ainda, compor uma sobreposição com uma camisa jeans, uma jaqueta de sarja ou ainda uma camisa de outro tecido mas com uma cor marcante também é uma ótima pedida.

Para as moças com o tom de pele mais escuro e as negras ficam ótimas com vestidos brancos, sem precisar, se preferirem, pesar na cor em outras peças. Para quem deseja uma vestimenta mais clássica, bolsa e sapato em tom nude ou ainda pretos ficam ótimas e bem formais, ideais para ir trabalhar ou uma festa.

Qual lingerie usar com vestido branco?

Temos no senso comum que para usar uma peça branca é preciso combinar a lingerie da mesma cor, para não aparecer. Errado! O que faz com que a lingerie fique imperceptível é se esta tiver o tom bem próximo ao da pele da pessoa. Então, para usar um vestido branco, é preciso procurar calcinhas e sutiãs em tom do nude da sua pele.

E como os tecidos brancos normalmente são mais transparentes e deixam aparecer algumas imperfeições que as mulheres detestam destacar como gordurinhas a mais, barriguinha saliente ou ainda marca de celulite, uma ideia é usar cintas modeladoras, shortinhos ou então investir em uma combinação por baixo.



A combinação seria um ‘forro’ a mais para a peça, deixando o item menos transparente, e assim, cumprindo o papel de não deixar tão visível o corpo. Uma ótima dica, não é mesmo?

Tecido ideal para o branco


Na hora de escolher o tecido do vestido branco, o primeiro passo é entender para qual situação ele será usado. Se a intenção é usar a peça em momentos de descontração, férias na praia, piscina ou ainda em encontros casuais, uma ótima ideia é optar por modelos de alcinhas em viscose ou musseline.



Caso o objetivo seja no dia a dia do escritório, não pense: aposte no linho. Este é elegante e fresquinho na medida certa, não marca muito o corpo e tem um caimento muito bonito. Pode ser um tubinho, um mini ou até mesmo um modelo com meia manga e decote em ‘v’. Cai muito bem em qualquer biotipo.

Mais cor, por favor!


Porém, independente do corte e acabamento, uma forma interessante de usar o vestido branco é combiná-lo com acessórios mais coloridos, para um resultado descontraído e moderno. Maxi brincos em acrílico nas cores vermelho, rosa, preto e marrom combinam muito bem, assim como colares, pulseiras e bolsas no mesmo tom.

Para os pés, investir em sandálias de salto alto quadrado ou plataforma tratorada são ideias perfeitas para quem deseja um look despojado e confortável. 

Seja qual o tipo, modelo, tamanho ou preço em vestidos brancos que você esteja pesquisando, a Shafa é o lugar certo para encontrar variedade e custo-benefício. São milhares de itens de roupa feminina no site  Shafa.com.br nas melhores e maiores fabricantes do país. Confira e adquira!

Como conquistar o primeiro carro! Spoiler: A Liberdade vai de brinde!

2 de outubro de 2018
0 comentários
Alguns dos meus amigos de escola tiveram o prazer de ganhar seu primeiro carro de presente dos pais logo após passarem no Vestibular (mas conhecido nos dias de hoje como ENEM) como parte de um ritual que o transportava da vida de estudante para um adulto (também estudante) com uma vida toda pela frente.

Eu, nunca fui de família rica, logo, tive que aprender a andar de ônibus pela cidade para ir para a faculdade. E quando eu digo 'aprender' é no sentido de aprender mesmo, pois sempre estudei em escolas próximas de casa e até meu primeiro dia de aula na faculdade eu nunca tinha precisado usar o transporte público (que na minha cidade é basicamente ônibus mesmo, sem trem, metrô e etc).

Posso ser sincera? As primeiras impressões não foram as melhores possíveis e as seguintes também não, mas fazer o quê, nessa época de ‘transição’ da vida de adolescente irresponsável para um adulto responsável (ou quase isso) a gente não tem muita opção além de aceitar, engolir o (que resta do) orgulho a seco e pensar que é só por mais um dia...

...Depois de alguns anos de desventuras vividas e vivenciadas no Busão acabei conseguindo meu primeiro estágio e de quebra arrumei um freela para ajudar minha tia no negócio dela de animação de festas nas noites de sexta, no sábado inteiro e na manhã e tarde de sábado. E, cansada da vida de transporte público, e sem dívidas reais eu fiz as contas e decidi que todo o dinheiro que eu conseguisse juntar teria um único destino comprar meu primeiro carro!


Pode soar bobo e até meio clichê, mas o meu primeiro carro foi um Fusca 1973 que por coincidência e obra divina andava (mas eu era apaixonada no Frederico, sim, ele tinha nome e tudo), mas que brincadeiras à parte me ajudou na saga para me libertar do terror do transporte público e a poder ir e vir sem a necessidade de depender dos outros (embora vira e mexe eu precisasse sim que alguém desse, literalmente, um empurrãozinho para que eu conseguisse sair)!

... Tá, e daí? O que eu quero conseguir contando essa história para vocês?

Às vezes a gente rotula algo como impossível de ser conseguido, de ser algo muito distante da gente, mas se você desistir antes mesmo de tentar você jamais irá saber se poderia ter conseguido.

Se você deseja a sua liberdade e quer comprar o seu primeiro carro é interessante antes de tudo ter em mente que não necessariamente seu primeiro carro precisa ser necessariamente um HB20, você pode começar de baixo, tornando-se um orgulhoso dono um carro popular e ir subindo aos poucos.

A grana anda curta? Que tal escolher um entre tantos carros semi-novos para chamar de seu? Hoje em dia existem várias concessionárias especializadas em comercializar carros usados (com uma condição bem okay) a preços bem camaradas e ainda te oferecem a opção de parcelar esse valor em suaves prestações.
Pronto para se jogar na aventura de ter eu primeiro carro? Então aproveita as dicas abaixo para não sair pagando gato por lebre!


Dicas para comprar seu primeiro carro sem arrependimentos!


1. Busque sempre empresas com boa reputação para comprar seu carro usado;
2. Caso seu primeiro carro seja comprado diretamente do primeiro dono peça sempre para ter a opinião de um mecânico de confiança, isso vai te livrar de problemas futuros e você não manjar nada de automóveis, como eu;
3. Nunca, em hipótese alguma, assuma uma parcela maior do que pode se comprometer. E caso tenha grana para comprar à vista, peça desconto ou um item adicional à preço de custo;
4. Visite várias concessionárias, compare os valores na internet!

Me conta: Você já teve seu primeiro carro? Prefere um carro novo ou semi-novo? Investiria em um carro usado? Qual seu carro dos sonhos?

Preparando o Organismo par o Período Detox | Health

1 de outubro de 2018
0 comentários
Antes de começar a dieta é fundamental você preparar o organismo para o período em que toda a sua rotina alimentar vai ser alterada. Segundo afirmam especialistas em nutrição, a adoção de algumas medidas, alterando os hábitos alimentares previamente, isso tende a melhorar e acelerar as respostas do corpo ao processo processo durante e após a dieta. Assim, uma semana antes de começar a dieta Detox, seja criteriosa e mantenha distância dos pães, farináceos, frituras, carne vermelha, café e álcool (Cerveja, então, nem pensar).

Dê preferência a vegetais, legumes ricos em água e frituras diuréticas. Insira aos poucos na alimentação oleaginosas como a linhaça, castanha e nozes, que ao mesmo tempo em que combatem o envelhecimento precoce, limpam o organismo de toxinas.




Dicas para dar tudo certo (e conseguir os resultados esperados):

1. Procure beber muito líquido, isso ajuda a hidratar e a repor vitaminas e sais minerais;

2. Para auxiliar o bom funcionamento  dos intestinos e rins, coma frutas com bagaço, além de beber bastante água;

3. Para temperar alimentos, use sempre alho, cebola e alecrim, ambos são conhecidos por serem agentes antioxidantes;

4. Para ajudar na limpeza do organismo, alimente-se do enxofre orgânico encontrado no repolho, nabo, rabanete e couve-flor;

5. Corte o café, mas se você é adepta da bebida e tiver dor de cabeça (cortar a cafeína de uma vez costuma provocar dores de cabeça agudas), vá parando com o hábito de tomar aos poucos, isso não é motivo para desistir.

Recomenda-se também acrescentar chás para aumentar a diurese (Ex: Chá-Verde, Chá de Hibisco, Chá de Camomila, Chá de Erva Doce, etc).
Postagens Relacionadas
Design + Programação por Demara Soares © 2013 - 2018 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Muito Melhor Visualizado no Google Chrome