Slides Postagens Recentes

6 maneiras de economizar dinheiro mesmo na crise (Garantido!)

24 de setembro de 2019
Estamos em meio a uma crise financeira daquelas de proporção praticamente imensuráveis. Economizar dinheiro para o futuro cada vez mais incerto é lei, mas ainda assim não podemos deixar morrer as pequenas poesias da vida, se não o caos se instala.

Eu sei que me formo dentro de alguns meses e que não serei mais uma estudante, mas estarei à disposição do mercado (termo bonitinho para dizer que vou passar para a posição de desempregada), mas até lá eu vou fazendo uma reserva financeira (que não é a mesma reserva de emergência) para que eu consiga sobreviver da mesma maneira de agora até conseguir encontrar um emprego legal, e para conseguir isso eu tenho usado de seis segredinhos básicos que eu não revelo nem, sob tortura, para a melhor amiga, mas que vim dividir com vocês, então aproveita.

1. Usar cupons, sempre que possível.

A regra é claro, se eu posso pagar 30% (às vezes até mais) menos em um produto ou serviço que eu estou precisando, porque eu vou escolher pagar mais caro? Algumas empresas distribuem cupons para seus usuários, mas também existem sites como o Cupom Válido que possui cupons de dezenas de empresas, dos mais diversos setores (tem cupom da americanas, do submarino e até de empresas internacionais como o Strawberry, aká "morangão") para te ajudar a economizar seu rico dinheirinho.



2. Usar planos de celular pré-pago.

Planos "controle" te forçam a pagar mais caro por um serviço que muitas vezes é subutilizado e se você passar do pacote por algum motivo o número é assustador. Desde que tive de praticamente vender um rim no mercado negro para pagar uma fatura de celular eu aderi de vez a planos pré-pagos e desde então é só amor. Só pago o que uso e se em um X eu não tiver dinheiro para por crédito vou continuar recebendo minhas ligações, sem me preocupar com juros e coisas do tipo.

3. Fazer saídas mais baratas.

Ir para o show do Wesley Safadão é o máximo, mas pagar R$400 num ingresso, ter de pagar bebida, comida e transporte aí á é demais. Eu ainda saio para espairecer a cabeça porque não sou de ferro, mas faço saídas mais em conta, como por exemplo: cinema, parque ambiental (esse sai quase de graça), ou combino de ir assistir filme na casa da amiga que tem streaming, mas a pipoca e o refrigerante são por minha conta. ;)

4. Andar mais a pé.

Parece óbvio e esquisito ao mesmo tempo, mas deixa eu te contar um segredo: Já cheguei a pagar R$500 só de aplicativo de transporte na fatura do cartão de crédito e na maioria das vezes o lugar que eu ia ficava a pocas quadras de casa. Depois desse susto só peço um carro no app se for para algum lugar muito longe, se for uma emergência ou eu estiver muito atrasada ou ainda se eu tiver com uma galera para dividir a corrida. Sem falar que ainda economizo a grana da academia e de quebra melhoro meu condicionamento físico (e a saúde).



5. Fazer compras no atacado.

Parece extremo, mas eu não falo de comprar tudo, tudo no atacado, longe de mim. O supermercado que eu frequento oferece as duas opções pequenas compras (varejo) ou compras de proporção maiores (atacado) e nas gôndolas onde os produtos ficam exibidos eu tenho as duas opções de preço. Por exemplo, normalmente compro detergentes a R$1,39  a unidade e comprando acima de cinco unidades eu pago R$1,19 em cada. Quando eu encontro com o preço unitário por menos de R$1 eu costumo comprar mais do que os cinco frascos que compro sempre para fazer um estoque, e da mesma forma faço com produtos que costumo consumir diariamente parece besteira, mas juro que ajuda a economizar no final das contas. Ah, para produtos comestíveis como leite em pó, achocolatado, só vale a pena formas um mini estoque se a validade estiver bem distante se não ao invés de economizar você só vai gastar dinheiro à toa.

6. Descadastrar-se do mailling de ofertas.

Tem um monte de empresa que vai me matar por causa disso, eu sei. Brincadeira! Mas é sério, se você não sabe que a loa tá de promoção ou que lançou um produto revolucionário você simplesmente não vai correr o risco de comprar, ou como dizem: O que os olhos não vê, o cartão de crédito não sente! Quem nunca comprou alguma coisa por puro impulso só porque recebeu notificação no mailling que quebre o primeiro cartão de crédito! Se tiver de se cadastrar em algum mailling que seja para receber cupons de descontos (fica a dica do primeiro tópico).

Me conta: Que outras coisas você faz ou já fez para economizar? Conhecia essas dicas? Já usou cupom?
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expresse-se! Sua opinião é muito importante! Aproveita e deixa o link de seu blog (ou site) para que eu possa retribuir o carinho, tá?

Design + Programação por Demara Soares © 2013 - 2019 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Muito Melhor Visualizado no Google Chrome